quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A MONTANHA E O RIO 33º CAPÍTULO 2ª PARTE

TAN
1984 - BEIJING (2ª PARTE)
 
As conversas com Howard sempre me faziam pensar mais a fundo e ver mais longe. E, invariavelmente, elas cutucavam aquela velha ferida enterrada profundamente na raiz da minha masculinidad. Apesar de terem se passado anos desde o meu torturado e injusto aprisionamento, a raiva ainda ardia naminha alma. Eu, temia que, um dia, aquela chama se expandeisse numa bola de fogo, uma tempestade que apagaria todo o ódio que foi semeado e todas as l´grimas choradas. Mas, por enquanto, diria comigo mesmo, era ao comércio que deveria dedicar a minha vida. Eu seria um Morgan chinês, um Rockefeller asiático. E essa banalidade do comércio não seria em vão. Era a base de um arsenal moderno, um meio para atingir um ideal nobre. Acumularia todas as moedas, dólares, iuanes, ienes, marcos, pesos, liras e libras. Um dia, todas elas seriam convertidas numa força inevitável para fazer ruir gente como Heng Tu e outros tiranos semelhantes ainda por vir. A democracia chegaria, concluí, não através dos canos das armas, mas dos cofres silenciosos dos grandes bancos.
Depois de um mês de ausência, Howard afinal apareceu no Friendship Hotel vestindo uma calça cáqui e um chapéu de feltro, fumando um charuto. Ele me deu uma cópia do Times daquele dia. Nele, havia um relatório perturbador sobre uma grande comoção militar que estava vindo ao nosso encontro. _Isso não foi publicado no jornal chinês! Exclamei _É por isso que me pagam tão bem. Howard inclinou seu velho chapéu com um sorriso malicioso. _Mas mesmo meus FDCs não ouviram falar sobre isso. _Porque alguns desses FDCs estão na propria lista dos que vão ser postos para fora. _Onde você descobriu esse furo de reportagem? _Dirigindo pelas estradas e seguindo um coronel muito misterioso chamado Shento. _Shento? Não era esse o nome do primeiro amor de Sumi? Eu franzi a testa, afastando rapidamente o pensamento indesejado. _Ele será o assunto do meu próximo artigo. Fique de olho. Agora me pague um drinque. Fiz um sinal ao barman, pedindo um martini duplo.
Encontrei com meu outro amigo americano, Mike Blake, no bar do Friendship Hotel, naquela mesma tarde. Mike geralmente ficava no banco alto próximo à entrada, em cima do qual o homem de Virgínia, para meu grande divertimento, parecia passar todas as horas em que estava acordado. _O que um investidor ocupado como você faz num bar o dia inteiro! Perguntei a Mike, ao cumprimentá-lo. _Poupando o aluguel exorbitante de um escritório. Respondeu Blake, misturando seu drinque com gelo. Além do mais, quem quer ficar sentado num escritório? Resolvo mais coisas com um drinque do que com telefonemas. Ele acenou à garçonete, pedindo outra bebida forte. _O que tem feito ultimamente? Perguntou ele. _Como homem de negócios que você também é, se precisa me fazer esta pergunta, é porque já está atrasado. _Ande, ande logo. Insistiu Mike. _Conte-me tudo. _Tenho recebido muitas propostas de negócios, mas nada me atraiu. Preciso de algo grande. Algo que se equipare ao legado do meu pai e dos meus avós. Algo que seja resistente e que dure. Algo que faça meu coração vibrar. _Tenho o negócio ideal para você. Disse Mike, pegando no meu ombro. _Uma idéia de fazer palpitar o coração. Roupa feminina. _Conte-me. Por mais que não compartilhasse dos gostos de Mike na vida, suas idéias para negócios eram sempre modernas, quando não absolutamente revolucionárias. Havia um jeito americano e espertamente cheio de recursos que eu considerava irresistível em Blake. Ele se inclinou para frente, como se fosse contar um segredo. _Desde que cheguei aqui, tenho notado que todas as chinesas, baixinhas, altas, sulistas, nortistas, são lindas, mas todas carecem de uma coisa, um elemento crucial que as faria inigualáveis. _E o que é? _Dez entre dez mulheres chinesas com quem eu estive usam calcinhas largas de cores sem graça e sutiãs malfeitos e ásperos, com armações antiquadas e enferrujadas. _Shhh. Não fale alto assim. Disse eu, envergonhado, olhando discretamente ao redor do longo balcão de carvalho, repleto de fregueses locais e estrangeiros. _Veja, por exemplo, aquela moça bonita no final do balcão. Blake apontou com o queixo para uma moça esbelta, sentada entre um homem de negócios japonês e um homem de bigode louro de quem eu me lembrava vagamente como o diretor de um grande banco alemão. _Sua bunda seria muito mais atraente se ela estivesse vestindo a lingerie sedosa e sem costuras que nós fabricamos no Ocidente. O pior momento vem na hora H, quando a mulher se revela ao seu amante. Se tem uma coisa que acaba com o clima, são esses cuecões comunistas. Eles funcionam como um maldito cinto de castidade para afugentar os homens. _Isso não serviu para afugentar você, não é mesmo? _Não, mas sou um genuino Don Juan, com um coração verdadeiramente romântico e olhos que enxergam através da Grande Muralha da lingerie e percebem a beleza interior. Apenas balancei a cabeça. _Qualquer homem aqui pode confirmar isso. Então, eis a minha idéia. Decidi ser o imperador da roupa íntima para todas as mulheres dessa terra. Imagine meio bilhão de mulheres vestindo lingerie sexy! Seus olhos faíscaram. _Pense em todas elas implorando por aquele toque acetinado. Pense em todos os homens. Sou um enviado de Deus! _É uma maldição para todos os maridos. Completei. _Como é que eles vão ter dinheiro para isso? _Para um visionário, você é excepcionalmente míope. Todos conhecemos Hangzhou, a linda cidade no sul, a terra da seda e do cetim. Eles podem fabricar essas peças , rapidamente e por um bom preço. Tudo o que precisamos fazer é arrumar as modelagens mais sexy possíveis. Poderíamos conseguir as licenças dos maiores estilistas do mundo. _Você quer dizer, pagar para usar seus nomes e modelos, mas produzindo as peças localmente? _Isso economizaria não só os custos de mão-de-obra e materiais, mas traria o glamour e a moda diretamente aos nossos consumidores. O que me diz? Será que Dragão&Cia. e Virginia Incorporated poderiam se dar as mãos nesse empreendimento? Você cuida da fabricação e eu das licenças, dos modelos e do marketing. _Não é bem isso que estou procurando. _Mas é alguma coisa, não é? Disse Mike. Levantei os ombros e falei. _Não ouvi voc^mencionar a palavra que começa com "C"... _Ah! O capital. Como é que pude esquecer? Mike deu um gole na sua bebida _Isso, você, meu dragão predileto, terá que levantar, antes que essa idéia possa dar frutos. _É um negócio arriscado, sem contar que é absolutamente anticonfucionista, contrário aos princípios da decência e às virtudes da modéstia. _Virtudes, princípios...que bobagem é esta? Será que Confúcio não acredita em conforto, em elegância e beleza? Qual é a essência de Confúcio no fim das contas? _Harmonia._Isso mesmo. Harmonia dentro do coração de uma mulher, dentro de seu quarto de dormir, que vai gerar harmonia dentro do Estado. Ah, meu jovem, Sr. Long, você será glorificado por este esforço revolucionário. Seus imperadores antigos vão sorrir dentro das tumbas pelo seu movimento em prol da beleza. _Deixe-me pensar no caso. _Não demore muito. O dinheiro não espera por ninguém. Essa é a única coisa que se deve pensar agora na China. Os políticos vêm e vão. _MaoTsé-tung, Liu Shao-ch'i e Heng Tu. Todos vão desaparecer e serão ainda mais odiados depois da morte. Mas as fortunas permanecem. Quando for a Nova York, tem que visitar o Rockefeller Center, no coração de Manhattan. É o meu lugar favorito, o símbolo do capitalismo e de um legado que vai durar para sempre. Não se perca pelo caminho da política. É suicídio.
___________________
 
SE PERDEU ALGUM CAPÍTULO DA MONTANHA E O RIO ENTRE NO MENÚ "CONTOS DE FADAS" ONDE ESTÃO TODOS OS CAPÍTULOS ANTERIORES.
 

terça-feira, 30 de outubro de 2012

A MONTANHA E O RIO 33º CAPÍTULO 1ª PARTE:

TAN
1984 - BEIJING
 
Novembro de 1984, Sumi e eu nos formamos com louvor. Fui considerado o Formando do Ano na cerimônia de formatura lotada. Qualquer cargo no funcionalismo público estava a minha disposição, assessor jurídico no Supremo Tribunal, cargos na Promotoria de Justiça, ou no Exército, mas optei por trabalhar para mim mesmo. Sumi, não tendo recebido nenhuma oferta de emprego devido ao conhecimento e à desaprovação da universidade com relação a seus textos, decidiu dedicar-se a escrever, assim como dirigir uma organização de caridade chamada Fundação da Arvore Venenosa, que ela havia criado para ajudar os pobres e os desamparados.
Minha primeira atitude como empresário independente foi fazer de Beijing a sede da Dragão&Cia. Eu previa que, em breve, estaria fazendo negócios com empresas internacionais como a IBM, a Coca Cola e a GE e então, fazia sentido instalar-me na capital. Outro fator a ser levado em consideração era que, historicamente, qualquer dinastia que escolhia Beijing como sede durava invariavelmente mais do que as que não o faziam. Dragão&Cia, era o embrião de uma dinastia e optei sabiamente por não repetir o erro daqueles que apenas liam a história, mas nunca assimilavam as suas lições.
Na época de sua formatura, três anos antes, Fei-Fei, meu editor-chefe de Mar Azul para o norte da China, havia instalado uma gráfica na região. em vez de depender da que ficava no sul, em Fujian. Além disso, já havia publicado cinquenta títulos. _Todos os livros são campeões de vendas. Dizia ele, orgulhoso. _Não paguei  adiantamento para reduzir os riscos e compro apenas os títulos que as pessoas querem ler, mas que o governo não aprova. _Você precisa cortar esse seu cabelo comprido. _Sr. Long. Disse num tom formal. _Isso é parte do meu charme. Meu cabelo diz: Eu sou Fei-Fei, o editor de espírito livre. O dia em que eu não tiver mais o cabelo comprido, pode me demitir. _Muito bem, então, o cabelo fica. Mas o seu espírito livre me incomoda um pouco. _Você se refere as minhas namoradas? Concordei com a cabeça. _Não consigo evitar. E nenhuma delas é para casar. _E também você bebe demais. _Você quer que eu seja um monge? Isso faz parte da minha natureza. Os escritores se identificam comigo porque ajo como se tudo fosse aceitável. Quando eles se sentem assim, abrem o coração para mim. E alguns até mais do que isso. _Você está falando das jovens escritoras. _Antes eu do que você, chefe. Cuide de controlar e engordar o seu lucro final, que eu cuido das outras coisas. _Os tempos estão mudando. O governo logo vai começar a pegar no nosso pé se a gente continuar publicando o que publicamos. Não deixe que sua vida pessoal piore a sua situação quando os problemas chegarem, É com isso que estou preocupado. _Chefe, chefe, chefe! A Editora Mar Azul vai continuar sendo de primeira linha. Quando o vento soprar na direção contrária, vou saber agir de acordo. Lembre-se, sobrevivi à Revolução Cultural.. Isso deve significar alguma coisa.
Lena informou que a operação na região Sul estava crescendo como um salgueiro. A participação de cinquenta por cento da Dragão&Cia no Banco Litorâneo já havia triplicado o seu investimento. O valor total dos empréstimos do Banco Litorâneo havia alcançado a marca dos cem milhões de iuanes. Vovô ?Long insistia em uma percentagem para cada negócio que ele financiava. Minha boa participação de 25 por cento nas mais de cem empresas às quais ele havia feito empréstimos poderia, por si só, tornar-se em um modesto império. Vovô Long, um leal aluno da Casa N.M.Rothschild&Sons de Londres, tinha agora o banco que ele sempre tinha sonhado em abrir.
Lena também escreveu dizendo que ela havia contratado os melhores formandos da Faculdade de Economia da Universidade de Xiamen para auxiliá-la. E ficou feliz em informar que nossa participação de cinquenta por cento na empresa de papai havia tido um retorno fenomenal de mais de vinte milhões de iuanes.
A firma de papai, orgulhosamente intitulada Veteranos&Cia., havia formado uma parceria com uma indústria química de Taiwan para produzir no sul do país. Meu investimento de cinquenta por cento era o suficiente para votar a favor ou vetar qualquer empreendimento, mas até aquela altura, papai não havia me dado nenhum motivo para exercer esse direito. Aliás, ele merecia o prêmio de administrador do ano por sua enorme expansão empresarial e mais importante, por sua contribuição a todos os veteranos que haviam sido dispensados do Exército.
Todos esses acontecimentos foram mais bem descritos na carta de mamãe:
"Querido filho,
Sentimos sua falta, como sempre. Vovô está mais ocupado do que nunca brincando de financiador para os necessitados e os empreendedores. O pessoal daqui o chama de "Ábaco de Prata".
Seu pai tem agora mais de cinco mil funcionários trabalhando para ele. Já que todos os seus funcionários são veteranos, eles o chamam muito merecidamente de "general" e ele gosta disso. Os negócios do seu pai e os de seu avô estão prosperando tanto que decidimos convidar você a participar deles. Ambos concordaram em lhe oferecer uma participação minoritária de 25 por cento de suas respectivas quotas (como você sabe, eles têm sócios ocultos que detém cinquenta por cento da sociedade). A medida que for progredindo, que é o esperado, você se tornará um sócio igualitário. Achamos que esta oferta deve lhe dar mais do que o suficiente para concretizar uma familia.
O futuro da China está no Sul. O povo, a terra e o nosso acesso aos países do Sudeste asiático me convencem de que você terá sucesso aqui e não no Norte, onde ainda reina a burocracia. Sabemos que tem grandes ambições e aspirações ainda maiores. Meu conselho é que, se precisa começar a trabalhar em algum lugar, então, por que não aqui? Além do mais, aqui é o seu lar. Que lugar melhor para começar do que junto da família?
Ficaremos muito contentes de tê-lo de volta para participar desta sorte e fartura inesperadas que Buda trouxe para nosso lar.
Espero que pense com carinho sobre nosso convite.
Com amor,
mamãe, papai e vovô"
"Já sou sócio de vocês", disse a mim mesmo.
O que me incomodavam eram as indiretas frequentes de mamãe sobre constituir família. Ela ignorava o fato de que eu estava com Sumi. Nunca mencionou o nome de Sumi ou perguntou sobre ela e menos ainda sobre seu filho, Tai Ping. _Ah, essa moça rebelde que já tem um passado e um filho ilegítimo! Podia ouvi-la dizendo.
Eu não queria torturar mamãe antes da hora. Sumi e eu tinhamos combinado de nos casarmos dentro de dois anos. Meu plano era reaproximar as duas mulheres mais importantes da minha vida lentamente, ao longo do tempo. Eu estava certo de que, dando-se tempo ao tempo e mostrando-se as verdadeiras razões do sentimento, elas acabariam gostando uma da outra, se não por si mesmas, pelo menos, por mim.
Nos frnéticos anos oitenta, Beijing era uma cidade efervecente, repleta de novos ricos, velhos especuladores, novos aventureiros e sonhadores que achavam que o dinheiro cairia facilmente nochão da árvore do capitalismo. Só sefalava em dinheiro. O apelo sexual do capitalismo lubrificava as línguas de todo mundo. Já que o comunismo ainda era o poder dominante, era necessário comer pelas beiradas. Havia uma sensação de mistério e de aventura e a atração extra de provar do fruto proibido que era o dinheiro. Caçadores de fortunas formavam seus próprios círculos sociais secretos e seus clubes clandestinos redefiniam a estrutura da sociedade.
Misturei-me a esses novos empreendedores com gosto e eles vinham até mim, pois eu tinha meu pr´prio poder, uma vultuosa fortuna de origem desconhecida. Mais importante ainda, eu tinha o raro pedigree sangue-azul, que fazia de mim um sujeito confiável porque eles eram, afinal de contas, em sua maioria, da mesma classe social. Meu sobrenome Long, ainda fazia ecoar o poder do passado assustador da China. A recente decadência da minha família apenas me fazia parecer ainda mais heróico. Eu era o Conde de Monte Cristo deles, o retornado. Falava com um toque de sotaque do Sul, o sotaque do homem de Hong Kong. Se a ocasião exigisse, eu podia, sem esforço, passar a falar inglês com o sotaque que um americano descreveria como uma mistura de um leve cockney e a prosódia do sotaque chinês do Sul.
Foi meu inglês que me levou a conhecer um sujeito magro e alto chamado Howard Ginger, do New York Times e um homem de rosto avermelhado e bigode, natural da Virginia, chamado Mike Blake, que eu considerava um companheiro de copo.
Howard dirigia seu escritório de um funcionário só, dentro dos altos muros do Friendship Hotel, levando a vida de um James Bond militante pela liberdade, de um estrangeiro indesejado e perturbador da ordem. Em suma, era considerado inimigo do país pelo mero fato de relatar a verdade. Ele era o diabo estrangeiro, perpetuamente seguido pelos agentes secretos da China, que tentavam impedi-lo de entrar em contato com os habitantes locais em busca de notícias constrangedoras sobre os mecanismos internos do governo.
Um dia, encontramo-nos no sofisticado bar do hotel Beijing, um lugar para ver e ser visto. _Fico cavando os poderes do comunismo e por isso tenho mais proteção do que o presidente Reagan.Disse ele um dia rindo de sua situação delicada e dando goles em seu martini. _Um dia, eu estava no aeroporto de Xangai. O banheiro masculino estava cheio, então decidi entrar no feminino. Você devia ver as caras daqueles agentes quando saí e os encontrei bloqueando uma longa fila de mulheres irritadas, que queriam matá-los. Esses caras estão em todos os lugares aonde vou. Você não devia ser visto comigo muitas vezes. Tomou um gole do seu drinque. _Tenho minha proteção, não se preocupe. Disse eu, referindo-me aos meus FDCs (filhos dos chefes), amigos cujos pais tinham grande poder. _Algum dia desses, nem mesmo seus amigos FDCs vão poder salvá-lo. Howard era um homem em estado de eterna preocupação. _O que quer dizer com isso? _O presidente Heng Tu foi eleito Homem do ano pela revista Time. Logo, ele vai se tornar seu próprio inimigo, porque o povo vai esperar mais e ele, relutantemente, terá que dar mais. Mas há um limite para o que ele pode dar antes de se sentir ameaçado. Acho que atingiu esse limite agora. _O que devemos fazer? _Pedir mais. _Mas você mesmo disse que isso apenas desencadearia um contra-tempo trágico. _Se não pedir, nunca vai ter. _Uma batalha sem fim. _Tan... Disse Haward dando um tapinha no meu ombro. _Com todas as suas habilidades, você poderia ser um ótimo paladino da liberdade. _Não quero nenhum envolvimento com política. Retruquei. _É o seu destino. Está no seu sangue. Não há como escapar. Dito isso, ele correu ao encontro de seus amigos jornalistas americanos.
___________________________
 
SE PERDEU ALGUM CAPÍTULO, ENTRE NO MENÚ "CONTOS DE FADAS" TODOS OS CAPÍTULOS ANTERIORES ESTÃO LÁ.
       

domingo, 28 de outubro de 2012

AFINAL, FANATISMO, IDOLATRIA OU IGNORÂNCIA NOS DEIXAM CEGOS, MUDOS E SURDOS? OU TUDO ISSO JUNTO É A AUSÊNCIA TOTAL DA CONSCIÊNCIA?



Desde que o mundo é mundo existem aqueles sentimentos nocivos que mancham a alma da gente! Começou em "Êxodo" com Adão e Eva quando experimentaram a tentação e consequentemente a desobediencia à Ordem do Criador, depois veio a inveja e a cobiça, através de Caim e Abel e proveniente desses sentimentos mesquinhos vieram vários outros, menores, maiores, piores, tristes, abomináveis, mas felizmente, ou através da vida, ou através do sofrimento, aprendemos, pelo menos a identificá-los e a experiencia, nos trás por eles a sabedoria e finalmente a generosidade de não atacá-los como na antiga lei, antes de Jesus, "dente por dente e olho por olho"...Vamos botar amor no coração gente! Que coisa absurda! Estamos no século XXI, a liberdade de expressão nos foi dada, vamos aprender a respeitar isso...Imaginem, o meu texto anterior, mais uma vez me colocou crucificada, porque externei minha opinião e vou continuar externando...Por que essas pessoas entram no meu blog? Existem outros na rede, outros que se encaixam nos perfis que discordam, o meu blog é para pensar, exercitar a cidadania, viajar comigo pelo Brasil, ler comigo uma leitura de excelente qualidade, mas só para mentes pensantes, trata-se de um best seller, meu blog usa a liberdade que conquistamos e se exorcisa de qualquer jugo de submissão de pensamento, aqui somos livres, porque existe incontestável troca de pensamentos, idéias e emoções, todo ele é pautado na emoção, nada visa benefício próprio, isso iria ferir seu objetivo maior que é a liberdade... Não ligo de ser contestada, acho até saudável, porque não detenho a verdade absoluta, detenho sim, a minha verdade e ela não é tímida, não tem vergonha de ser exposta...
Nunca ataquei Fael, maldade ou ignorância de quem interpretou assim, sempre gostei dele, sempre defendi ele, agora, gosto também de Noemi, talvez, com certeza, devo gostar mais dela, não sou obrigada a aplaudir todos os atos dele a medida que não concordo, mas isso não me faz não gostar dele. Apesar de gostar dela, reconheço seus defeitos, assim como os meus, reconheço também e falo fácil o que me incomodou no Fael, isso não desmerece ele em absoluto, é apenas minha opinião, digo isso, porque ouvi coisas hilárias depois de meu texto e só posso atribuir isso a um fanatismo exagerado, porque gostar, amar alguém, não isenta a pessoa de seus erros...Posso estar errada também e daí? Por acaso sou onisciente? A minha condição humana me dá esse direito, sou viva, sou errante, sou humana... Fael e Noemi também, até você que me lê e não entendeu também é passível de erros e enganos... Tomei meu partido, Noemi precisa mais de apoio do que Fael, ele está pronto, ela não...
As coisas que disseram, foram absurdas, tipo quantos cordõezinhos estou botando em Noemi, insinuando que ela é um fantoche...Que maldade, Noemi tem personalidade bastante para se posicionar e não se deixar influenciar por ninguém... Ouvi que eu tinha tido problemas com ela, não eu não tenho e nunca tive nenhum problema com ela, nossa relação é branda, limpa...Que eu estava querendo monopolizar Noemi. Respondo, não, não quero e não posso, porque minha vida não se resume a isso...Tenho marido, filhos e neto e uma casa inteira para administrar e garanto, minha família me preenche e é linda! Me ocupa e sempre será minha prioridade. disseram que eu falei que liderava a campanha, pura força de expressão, liderei com a ferramenta que tinha, na verdade a luta foi de todas as noemistas, cada uma com sua parcela e sua ferramenta, a minha foi meu blog. Falaram que eu estava atacando Fael...Por acaso externar, ou criticar uma postura é atacar? Como atacaria uma pessoa que sempre defendi? Questão de interpretação mal feita  de um texto. O que houve é que não concordei, não achei bacana algumas coisas, umas pude falar, outras não, porque sou ética e respeito meus amigos, mas eles sabem do que falo, apenas fui a porta voz mas concordo com tudo que disse... Quero que Noemi ao chegar no Brasil, seja feliz, encontre seus fãs, os amigos que fez aqui, que saia, passeie, dance e encante a todos. Essa lacuna eu não posso preencher, afinal tenho meu marido e minha familia, posso sim, dar à ela suporte, mas pobre da mente que teve esse lapso de maldade! Noemi é de vocês, do mundo, da vida, não me pertence e nunca tive essa pretenção, isso eu classifico de veneno feio. 
Aconselho, sinceramente, que interpretem as palavras e suas colocações, porque reconhecer e externar defeitos não é ataque, é uma postura e eu não me arrependo de nada que escrevi, porém não tenho a soberba de afirmar que estou certa, estou para mim agora, amanhã, a Deus pertence!
Gostar, apoiar, vibrar, tudo isso faz parte, mas cuidado, não sejamos fanáticos nem incapazes de reconhecer falhas, Fael pode ser maravilhoso, mas não é nenhum ser inatingível, é humano, como nós, pode errar, pode acertar, mas não deixem essa adoração chegar ao fanatismo, porque não é saudável nem bonito.
Quanto a mim, quem me acha um ser tão abominável, seria coerente não entrar no meu blog, isso deve ferir a alma, a minha feriria, eu não entro em blogs que não têm o meu perfil. Eu não ligo para quantidade de seguidores nem de acessos, meu blog é simples, caseiro, primário, é apenas meu hobby e ninguém vai me tirar o direito de ser o que sou e dizer o que eu sentir vontade de dizer... Sabe por que? Porque sou livre para externar minhas idéias, estejam elas certas ou não, pois assino cada palavra que escrevo e porque sou movida a emoção e coragem e em tudo que escrevo tem um pouco de mim, nada em mim fica subentendido, tudo é claro, transparente, sou isso, portanto, me amem ou me deixem, mas até para isso requer dignidade...

                               TRADUCCIÓN:

FINALMENTE, FANATISMO, IDOLATRÍA O IGNORANCIA NOS DEJAN CIEGOS, MUDOS Y SORDOS? O TODO ESO JUNTO ES La AUSENCIA TOTAL DE La CONCIENCIA?

Desde que el mundo es mundo existen aquellos sentimientos nocivos que manchan el alma de la gente! Comenzó en "Êxodo" con Adão y Eva cuando experimentaron la tentação y consecuentemente la desobediencia a la Orden del Creador, después vino la envidia y la codicia, a través de Caim y Abel y proveniente de esos sentimientos mezquinos vinieron varios otros, menores, mayores, peores, tristes, abomináveis, pero felizmente, o a través de la vida, o a través del sufrimiento, aprendemos, por lo menos a identificarlos y la experiencia, nos tras por ellos la sabiduría y finalmente la generosidade de no atacarlos como en la antigua ley, antes de Jesus, "diente por diente y ojo por ojo"...Vamos botar amor en el corazón gente! Que cosa absurda! Estamos el siglo XXI, la libertad de expresión nos fue dada, vamos a aprender a respetar eso...Imaginen, mi texto anterior, más una vez me colocó crucificada, porque externei mi opinión y voy a continuar externando...Por qué esas personas entran en mi blog? Existen otros en la red, otros que se encaixam en los perfiles que discordam, mi blog es para pensar, exercitar la ciudadanía, viajar conmigo por Brasil, leer conmigo una lectura de excelente calidad, pero sólo para mentes pensantes, se trata de un best seller, mi blog usa la libertad que conquistamos y se exorcisa de cualquier yugo de submissão de pensamiento, aquí somos libres, porque existe incontestável cambio de pensamientos, ideas y emociones, todo él es pautado en la emoción, nada visa beneficio propio, eso iría a herir su objetivo mayor que es la libertad... No conecto de ser contestada, hallo hasta saludable, porque no detengo la verdad absoluta, detengo sí, mi verdad y ella no es tímida, no tiene vergüenza de ser expuesta...
Nunca ataqué Fael, maldad o ignorancia de quien interpretó así, siempre me gustó, siempre defendí él, ahora, me gusta también de Noemi, tal vez, con certeza, debo gustar más de ella, no soy gracias a aplaudir todos los actos de él la medida que no concuerdo, pero eso no me hace no le gustar. A pesar de le gustar, reconozco sus defectos, así como los míos, reconozco también y hablo fácil lo que me incomodó en el Fael, eso no desmerece él en absoluto, es sólo mi opinión, digo eso, porque oi cosas hilárias tras mi texto y sólo puedo atribuir eso a un fanatismo exagerado, porque gustar, amar alguien, no redime la persona de sus errores...Puedo estar errada también y qué? Por casualidad soy onisciente? Mi condición humana me da ese derecho, soy viva, soy errante, soy humana... Fael y Noemi también, hasta usted que me lee y no entendió también es passível de errores y engaños... Tomé mi partido, Noemi necesita más de apoyo del que Fael, él está pronto, ella no...
Las cosas que dijeron, fueron absurdas, tipo cuantos cordõezinhos estoy botando en Noemi, insinuando que ella es un títere...Que maldad, Noemi tiene personalidad bastante para se posicionar y no dejarse influenciar por nadie... Oí que yo había tenido problemas con ella, no yo no tengo y nunca tuve ningún problema con ella, nuestra relación es blanda, limpia...Que yo estaba queriendo monopolizar Noemi. Respondo, no, no quiero y no puedo, porque mi vida no se resume a eso...Tengo marido, hijos y neto y una casa entera para administrar y garantizo, mi familia me llena y es linda! Me ocupa y siempre será mi prioridad. dijeron que yo hablé que lideraba la campaña, pura fuerza de expresión, lideré con la herramienta que tenía, en la verdad la lucha fue de todas las noemistas, cada una con su parcela y su herramienta, la mía fue mi blog. Hablaron que yo estaba atacando Fael...Por casualidad externar, o criticar una postura es atacar? Como atacaría una persona que siempre defendí? Cuestión de interpretación apenas hecha  de un texto. Lo que hube es que no concordé, no hallé bacana algunas cosas, unas pude hablar, otras no, porque soy ética y respeto mis amigos, pero ellos saben del que hablo, sólo fui la puerta voz pero concuerdo con todo que dije... Quiero que Noemi al llegar en Brasil, sea feliz, encuentre sus fans, los amigos que hizo aquí, que falda, pasee, baile y encante a todos. Esa laguna yo no puedo llenar, finalmente tengo mi marido y mi familia, puedo sí, dar a la ella soporte, pero pobre de la mente que tuvo ese lapso de maldad! Noemi es de vosotros, del mundo, de la vida, no me pertenece y nunca tuve esa pretenção, eso yo clasifico de veneno feo.
Aconsejo, sinceramente, que interpreten las palabras y sus colocaciones, porque reconocer y externar defectos no es ataque, es una postura y yo no me arrepiento de nada que escribí, sin embargo no tengo la soberba de afirmar que estoy correcta, estoy para mí ahora, mañana, a Dios pertenencia!
Gustar, apoyar, vibrar, todo eso forma parte, pero cuidado, no seamos fanáticos ni incapaces de reconocer fallos, Fael puede ser maravilloso, pero no es ninguno ser inatingível, es humano, como nosotros, puede errar, puede acertar, pero no dejen esa adoração llegar al fanatismo, porque no es saludable ni bonito.
Cuánto a mí, quien me halla un ser tan abominável, sería coerente no entrar en mi blog, eso debe herir el alma, la mía heriría, yo no entro en blogs que no tienen mi perfil. Yo no conecto para cantidad de seguidores ni de accesos, mi blog es simple, casero, primário, es sólo mi hobby y nadie va a quitarme el derecho de ser lo que soy y decir lo que yo sentir gana de decir... Sabe por qué? Porque soy libre para externar mis ideas, estén ellas correctas o no, pues firmo cada palabra que escribo y porque soy movida la emoción y coraje y en todo que escribo tiene un poco de mí, nada en mí queda subentendido, todo es claro, transparente, soy eso, por lo tanto, me amen o me dejen, pero hasta para eso requiere dignidad...
 
 DEIXO ESSE TEXTO PARA REFLEXÃO:
  Ao pesquisar as derivações da palavra idolatria encontramos as suas origens no grego - eidolatreia - e no latim - idololatria. A conceituação, porém, é a mesma em qualquer lugar do mundo: culto prestado a ídolos, adoração, amor exagerado.
Fanatismo, por sua vez, deriva do latim fanaticus e quer dizer: paixão cega que leva alguém a excessos em favor de uma religião, doutrina, partido, etc. É quando, normalmente, os aspectos passional e emocional da pessoa superam o raciocínio devidamente equilibrado.
Por este motivo, torna-se cada vez mais importante, e até imprescindível para a nossa integridade mental, fazermos uma triagem das informações que diariamente recebemos através dos sentidos. Questionar e fazer análises críticas destes conteúdos são princípios básicos para quem não quizer se deixar levar pela influência consumista desta verdadeira "avalanche" de informações que nos chega da mídia.
O estar situado no "aqui e agora" é como estar protegido por um pára-raio e um fio terra onde a energia negativa (e externa) será descarregada sem nos atingir. E à medida em que estivermos com a mente limpa saberemos direcionar a nossa própria energia (a interna) no comando das nossas ações e decisões. Isto é sabedoria!
A idolatria e o fanatismo nos levam ao vício e à dependência psicológica. É quando, exageradamente, transferimos o nosso amor - ou a falta dele - a um objeto, a uma causa ou a uma pessoa. A partir desta situação de submissão nos "prendemos" a ícones ou dogmas que passam a comandar nossas vidas e a ditar regras e padrões de comportamento.
A mente liberta é aquela que percebe, observa e analisa. Porém, não busca refúgio em si mesmo escondendo-se como se fosse um caramujo, mas na relação com o "outro" e na natural busca da evolução mediante o uso de seus códigos próprios e secretos que escolheu para si na sua forma de agir e interagir com o mundo.
A mensagem de Jesus deixada entre nós é clara quando refere-se ao amor como uma inesgotável fonte de energia que se encontra em nós e no outro como forma de relacionamento. É somente através das múltiplas aprendizagens resultantes das nossas relações inter-pessoais que poderemos despertar para o crescimento consciencial. O amor incondicional de Cristo não pertence a nenhum dogma ou ideologia e não é propriedade de ninguém. Sejamos, portanto, livres para as nossas próprias escolhas e decisões de vida.
(FLAVIO BASTOS)

sábado, 27 de outubro de 2012

RESPIRE FUNDO CHEGAMOS AO PULMÃO DO MUNDO! CHEGAMOS AO FINAL DE NOSSA VIAGEM, CHEGAMOS AO AMAZONAS! A MARAVILHA DA NATUREZA QUE É NOSSA, MAS O MUNDO INTEIRO SE BENEFICIA COM ELA!  MUITO ORGULHO DE TER MOSTRADO TODO O MEU PAÍS! EITA BRASILSÃO IMENSO E LINDO! DELICIEM-SE COM O AMAZONAS! É LINDO DEMAIS... 

 
AMAZONAS CAPITAL MANAUS
 
REGIÃO:
NORTE
 
CLIMA:
TROPICAL
 
ÁREA:
1.570.745.680  KM²
 
HABITANTES:
3.538.387
 
MUNICÍPIOS:
62
 
LIMITES:
LESTE / PARÁ, SUDESTE / MATO GROSSO, SUL E SUDOESTE / RONDÔNIA E ACRE, NORTE / RORAIMA ALÉM DE VENEZUELA E PERÚ.
 
CIDADES PRINCIPAIS:
MANAUS, PARINTINS, ITAÇOATIARA, MANACAPURU, COARI, TEFÉ, TABATINGA, MAUÉS, MANICORÉ, HUMAITÁ.
 
RIOS PRINCIPAIS:
AMAZONAS, NEGRO, SOLIMÕES, PURUS, MADEIRA, JURUÁ, IÇÁ, UAUPÉS E JAPURÁ.
 
MANAUS
 
MANAUS
 
 
 

O Amazonas é ainda o 2º estado mais rico da região Norte, responsável por 32% do PIB da região. Em âmbito nacional, ocupa a 15ª posição. Possui o maior Índice de Desenvolvimento Humano (empatado com o Amapá), o maior PIB per capita, a 4ª menor taxa de mortalidade infantil, além 3ª menor taxa de analfabetismo entre todos os estados do Norte do Brasil.
Abriga a maior e mais populosa cidade da Amazônia, Manaus, com seus 1 832 423 habitantes.  A capital amazonense congratula-se ainda como a maior Região metropolitana da região, com população superior aos 2,2 milhões de habitantes. O Pico da Neblina, ponto culminante do Brasil, também se situa em território amazonense.
O nome Amazonas foi originalmente,dado ao rio que banha o estado pelo capitão espanhol Francisco de Orellana, quando o desceu em todo o seu comprimento, em 1541. Afirmando ter encontrado uma tribo de índias guerreiras, com a qual teria lutado, e associando-as às Amazonas da mitologia grega, deu-lhes o mesmo nome.
 
FESTIVAL FOLCLÓRICO PARENTINS
 

. Segundo etimologia alternativa defendida pelo historiador Karl Lokotsch, o nome Amazonas é de origem indígena, da palavra amassunu, que quer dizer "ruído de águas, água que retumba".  O que hoje é reconhecido como Amazônia, nos primeiros anos do século XVII era denominado Estado do Maranhão e a única cidade existente era a de São Luís, que concentrava todo o poder do Estado. As regiões central e oeste foram ocupadas apenas por ordens religiosas que subdividiram em áreas de missões e aldeamentos de atuação de Jesuítas, Carmelitas, Dominicanos e Franciscanos, o que variou ao longo do tempo, particularmente, desde o fim da Companhia de Jesus, em meados do século XVIII. Ao tempo em que as Ordens Religiosas dominavam o interior do vale Amazônico, o Governo do Estado do Maranhão promovia a distribuição de terras para particulares fundarem suas capitanias. Nesse contexto, capitanias de duas naturezas diferentes foram fundadas: As Capitanias da Coroa ou Reais, e as Capitanias Particulares. Em 1772, a capitania passou a se chamar Grão-Pará e Rio Negro e o Maranhão foi desmembrado. Com a mudança da Família Real para o Brasil, foi permitida a instalação de manufaturas e o Amazonas começou a produzir algodão, cordoalhas, manteiga de tartaruga, cerâmica e velas. Os governadores que mais trabalharam pelo desenvolvimento até então foram Manuel da Gama Lobo d'Almada e João Pereira Caldas. Em 1821, Grão Pará e Rio Negro viraram a província unificada do Grão-Pará. No ano seguinte, o Brasil proclamou a Independência.
RIO AMAZONAS
 
A partir de 1980, Manaus que já se ostentava como capital do estado administrativo, experimentou um grandíssimo avanço populacional e econômico, resultante principalmente da exportação de matéria prima oriunda e até então, exclusiva da Amaz^nia. Com as riquezas geradas pela exportação e importação da borracha natural, a capital amazonense recebeu grandes obras como o Porto de Manaus, o Teatro Amazonas, o Palácio da Justiça, o Reservatório de Mocó, a primeira rede de energia elétrica e os serviços de transporte coletivo em bondes. Tida como uma referência internacional, Manaus tornou-se símbolo de prosperidade e civilização, sendo palco de importantes acontecimentos artísticos e culturais. Floresceu então, o comércio de produtos luxuosos e supérfluos, com homens e mulheres de todo o mundo, desfilando por ruas e avenidas, na sede da compra do "ouro Negro", como era chamada a borracha natural, para revenderem com grandes lucros nas principais capitais da Europa e Estados Unidos. A partir de 1910, tempos difíceis iniciam-se para a cidade, devido à forte concorrência da borracha natural plantada nos seringais da Malásia, que chega aos mercados europeu e americano com vantagens superiores, o que acaba por decretar a falência da economia amazonense. A zona franca de Manaus foi um projeto de desenvolvimento sócio-econômico implantado através de Lei de 6 de  junho de 1957, que reformulava, ampliava e estabelecia incentivos fiscais para implantação de um pólo industrial, comercial e agropecuário numa área física de 10 mil km², tendo como sede a cidade de Manaus. O projeto foi implantado pelo Regime Militar brasileiro. 
 
 
AMAZONIA
 

. A criação da Zona Franca de Manaus visava promover a ocupação populacional dessa região e elevar o nível de segurança para manutenção da sua integridade, além de refrear o desmatamento na região e garantir a preservação e sustentabilidade da biodiversidade presente  Em seus 44 anos de existência, a história do modelo da Zona Franca de Manaus é dividida em quatro fases: A primeira, de 1967 a 1975, caracterizava a política industrial de referência no país pelo estímulo à substituição de importações de bens finais e formação de mercado interno; a segunda, de 1975 a 1990, caracterizou-se pela adoção de medidas que fomentassem a indústria nacional de insumos, sobretudo no estado de São Paulo; a terceira, de 1991 e 1996, entrou em vigor a Nova Política Industrial e de Comércio Exterior, marcada pela abertura da economia brasileira, redução do Imposto de Importação para o restante do país e ênfase na qualidade e produtividade, com a implantação do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade (PBPQ) e Programa de Competitividade Industrial; e a quarta e última, de 1996 a 2002, marca sua adaptação aos cenários de uma economia globalizada e pelos ajustes demandados pelos efeitos do Plano Real, como o movimento de privatizações e desregulamentação.
 
TEATRO DE MANAUS
 
O estado do Amazonas caracteriza-se por ser a mais extensa das unidades federativas do Brasil. Grande parte dele é ocupado por reserva florística e pela água. O acesso à região é feito principalmente por via fluvial ou aérea. Apenas o inverno e o verão são bem definidos e a umidade relativa do ar fica em torno de 80%, tendo em vista que a região é cortada pela linha do Equador, ao norte. Seu fuso horário é de menos quatro (-4) horas em relação a hora mundial GMT. No brasil, o estado faz parte da região Norte. Apresenta um relevo relativamente baixo, já que 85% de sua superfície está abaixo de cem metros de altitude. Tem, ao mesmo tempo as terras mais altas, como o Pico da Neblina, seu ponto mais alto. Há uma grande porcentagem de terras baixas, comparando aos outros estados do Brasil.
 
FLORA VITÓRIA RÉGIA
 



. De acordo com esse estudo, de um modo geral, os solos amazonenses são relativamente pobres. Entretanto verifica-se, principalmente no interior do estado, uma região propícia a exploração de minerais, como o nióbio, caulim e silvanita. Ainda de acordo com o estudo, no estado econtra-se as três grandes reservas minerais inexploradas do mundo.
No Brasil, país caracteristicamente tropical, o Amazonas é dominado pelo clima equatorial, predominante também na Amazônia.  As estações do ano apresentam-se bastante diferenciadas e o clima é caracterizado por elevadas temperaturas e altos índices pluviométricos, decorrente principalmente pela proximidade do estado com a Linha do Equador. O regime pluviométrico apresenta índices superiores a 2.000 mm ao ano, sendo bastante elevados. Na vegetação do estado, sobressaem matas de terra firme, várzea e igapós. Toda essa vegetação faz parte da extensa e maior floresta tropical úmida do mundo: a Hileia Amazônica, que apresenta uma rica e complexa diversidade na composição da flora do estado e se faz presente em todo o seu território.
 
AMAZONIA
 
Os solos de terra firme situam-se em terras altas, geralmente distantes dos grandes rios. São formadas por árvores alongadas e finas, que possuem, geralmente, grande quantidade de madeira de alto valor ecônomico. Há ainda éspécies como a castanha-do-pará, as palmeiras e o cacauareiro, que também são encontradas em solos de terra firme.Os solos de terra firme são vermelhos, por se tratar de uma região úmida e de alta temperatura, e seus elementos químicos principais são hidróxido de alumínio e ferro, propícios à formação de bauxita e, portanto, pobres para agricultura.
As matas de várzea são próprias das áreas periodicamente inundadas pelas cheias dos rios. Apresentam maior variedade de espécies. Seus solos são os mais férteis da região. São solos jovens, que periodicamente são enriquecidos de material orgânico e inorgânico, depositados durante a cheia dos rios. A flora do estado apresenta uma grande variedade de vegetais medicinais, dos quais se destacam andiroba, copaíba e aroeira. São inúmeras as frutas regionais e entre as mais consumidas e comercializadas estão: guaraná, açaí, cupuaçu, castanha-do-brasil (castanha-do-pará), camu-camu, pupunha, tucumã, buriti e taperebá.
 
JAGUAR
 
MACACOS
 
BOTO COR DE ROSA
 
As matas de igapós estão situadas em áreas baixas, próximas ao leito dos rios. Durante quase o ano todo, permanecem inundadas. São compostas principalmente por árvores altas, que possuem, por sua vez, raízes adaptadas às regiões alagadas. O Amazonas é banhado pela bacia hidrográfica Amazônica, a maior do mundo, com quase 4 milhões de quilômetros quadrados em extensão. O rio Amazonas - que dá nome ao estado - é o principal de seus rios, com 7.025 quilômetros de extensão desde sua Nascente, na Cordilheira dos Andes, no Peru, até a sua foz no Oceano Atlântico. O rio Negro é o principal afluente do rio Amazonas. Nasce na Colômbia, banha três países da América do Sul e percorre cerca de 1.700 quilômetros. Entra em território brasileiro através do Norte do Amazonas e forma um estuário de cerca de seis quilômetros de largura no encontro com o rio Solimões, sendo chamado de rio Amazonas a partir daí. Apresenta um elevado grau de acidez, com pH 3,8 a 4,9 devido à grande quantidade de ácidos orgânicos provenientes da decomposição da vegetação. Por conta disso, a água mostra-se numa coloração escura.
 
PLANTAÇÃO DE GUARANÁ
FLORESTA AMAZÔNICA
 
A vasta fauna possui felinos, como as onças, grandes roedores, como as capivaras, aves, répteis e primatas. O maior desses animais é a anta e todos constituem fonte de alimento para as populações rurais. Alguns encontram-se ameaçados de extinção e são protegidos por órgãos especiais dos governos.  A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, a maior unidade de conservação em área alagada do país, localiza-se no estado. Foi criada em 1996 e está situada nos municípios de Fonte Boa, Maraã e Uarini. Ao menos três dos principais parques nacionais brasileiros estão no Amazonas. O principal deles é o Parque Nacional do Jaú. Também são notáveis os parques da Amazônia e do Pico da Neblina. O estado alcançou um grandíssimo crescimento populacional no início do século XX, devido ao período da áurea da borracha, e após a instalação do Polo Industrial de Manaus, na década de 1960. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, o Amazonas é o segundo maior colégio eleitoral do norte brasileiro.
A população do Amazonas é composta basicamente por pardos, brancos e indígenas. A forte imigração no final do século XIX e início do século XX trouxe ao estado pessoas de todas as partes do Brasil e do mundo. Dos mais de cinco milhões de imigrantes que desembarcaram no Brasil, alguns milhares se fixaram no estado do Amazonas. Existe também uma grande e diversificada população de descendentes de imigrantes, tais como portugueses, italianos, espanhóis e japoneses. Há também uma notável comunidade afrodescendente, em especial haitianos.
 
NATUREZA
 
PICO DA NEBLINA
 
O estado possui a maior população estrangeira na Região Norte. São 6 964 habitantes no estado que possuem alguma nacionalidade que não seja a brasileira. O Pará responde pela segunda maior população estrangeira no Norte do país (3 679 imigrantes), seguido de Rondônia, com 2 856 imigrantes. Os portugueses e seus descendentes formam os principais colonizadores do Amazonas, por serem os únicos que não sofrem restrições numéricas de entrada no Brasil. Aos portugueses, a população deve a nossa língua, a religião, a base de nossa organização política, a cultura e a base de nossas instituições jurídicas. Estão presentes em todo o Amazonas. No estado do Amazonas, imigrantes espanhóis concentram-se na região de Manaus e de Presidente Figueiredo. Descendentes também são encontrados em municípios fronteiriços com a Colômbia e a Venezuela, principalmente na região de Tabatinga. A formação da comunidade árabe e judaica nesta região começou impulsionada pela pobreza e perseguição sofrida pelos judeus e árabes no Marrocos e Oriente Médio..  Os japoneses começaram a se instalar no Amazonas a partir de 1923. Com o fim do ciclo da borracha, eram necessárias uma nova técnica de cultivo e a introdução de produtos agrícolas que se estabelecessem como fonte para o desenvolvimento econômico do estado. Os chineses, em menor número, concentraram-se mais nas cidades e têm chegado principalmente de Taiwan. Atualmente é difícil encontrar chineses "puros" no Amazonas. A maioria deles já miscigenou-se com brancos, negros e indígenas e tornaram-se mestiços brasileiros. A imigração africana na Região Norte do Brasil foi praticamente inexistente. Alguns milhares de escravos africanos foram levados ao Amazonas, muitos eram mulatos miscigenados nos diversos estados por onde passavam. Os nordestinos têm sido, desde o século XIX, o mais numeroso grupo de migrantes nacionais para o Amazonas. Foram decisivos na economia (borracha, juta e comércio) e na constituição da identidade amazonense, mestiçando-se com a população local, além de fundamentais na participação do Amazonas na conquista do Acre. O boi-bumbá é uma marca da influência nordestina no folclore do estado.
 
IPÊ AMARELO
 
ESPETÁCULO DA FLORESTA
 
TARTARUGAS
 
ARARAS
 
AVES EXÓTICAS
 
MAIS AVES
 
O estado possui uma economia baseada na indústria e no extrativismo. Destaca-se as indústrias de eletroeletrônicos, petróleo e gás natural e automobilístico; os setores de serviços e financeiro; e a mineração e pesca, que formam a base de uma economia que responde por cerca de 70 % da economia nortista, juntamente com o estado vizinho do Pará. O estado oferece ainda a segunda melhor infraestrutura do país para investimentos em novos empreendimentos ficando atrás apenas do Distrito Federal. Foi ainda, o estado que mais cresceu econômicamente no primeiro trimestre de 2010.  Atualmente, o Amazonas lidera o crescimento e a alta industrial no Brasil.
No Amazonas, os rios são as estradas e as enormes distâncias são medidas em horas ou em dias de viagem de barco. Todos os municípios possuem pistas para operações de aeronaves, sendo que a maioria é servida por aeroportos, havendo em Manaus e Tabatinga os únicos aeroportos internacionais no Amazonas.Existem também aeroportos regionais, que servem para servir mais de um municípios, estes são ao todo são os de :Coari, Eirunepé, Lábrea, Tefé e o de Parintins. Manaus conta com o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, nos moldes dos construídos na década de 1980. É o maior aeroporto da região Norte e o terceiro em movimentação de cargas do Brasil (atrás apenas de Guarulhos e Viracopos).
 
AMAZONAS
 
AMAZÔNIA
TRANSPORTE BARCO RIO AMAZONAS
 
NATIVOS


AMAZONIA

FLORESTA
 
Os municípios do Amazonas são as subdivisões oficiais do estado brasileiro do Amazonas, localizado na região Norte do país. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o estado possui 62 municípios, desde a última alteração feita em 1988, criando o município de Alvarães . Em São Gabriel da Cachoeira, município no norte do estado e no extremo norte do país, localiza-se o Pico da Neblina com 3.014 metros de altitude, o ponto mais elevado do Brasil, situado na fronteira brasileira com a Venezuela. Ainda neste município está situado o Pico 31 de Março, o segundo ponto mais elevado do território federal com 2.992 metros de altitude. São Gabriel da Cachoeira também é o único município brasileiro a possuir mais de um idioma oficial: Além do português, as línguas tucano, nhengatu e baníua são reconhecidas como idiomas oficiais do município. O artesanato do Amazonas é variado e de destaque, com muita influência da cultura indígena. Em geral usam-se elementos da floresta como contas, sementes e cipós. Atualmente o artesanato da região vem se aprimorando com vários elementos da floresta sendo incorporados a jóias, as chamadas biojóias.
 
video
 
CHEGUEI AO FIM DE MEU TRABALHO, FOI COM MUITA HONRA E MUITO AMOR QUE APRESENTEI O BRASIL, O MEU PAÍS À VOCÊS... FOI UM TRABALHO DE PESQUISA, MAS NELE HOUVE MUITO COMPROMISSO E O MAIOR DELES FOI O DE TER ORGULHO DE SER BRASILEIRA!
 
LEMBRO QUE O AMAZONAS FOI O ÚLTIMO ESTADO APRESENTADO E NO MENÚ "BRASIL" ENCONTRAM-SE TODOS OS ESTADOS ARMAZENADOS E A PRINCIPAL MISSÃO DE ME UNIR AO MEU POVO E GRITAR:
 
"A AMAZÔNIA É NOSSA"
 
video
 
"VERÁS QUE UM FILHO TEU NÃO FOGE A LUTA"
 
video
 
 


O UNIVERSO RESPONDE PORQUE NEM TUDO QUE RELUZ É OURO! E assim o cosmo respondeu rapidamente a todas as humilhações e perseg...